terça-feira, 27 de maio de 2014

Ansiedade ou Angustia da Separação nos bebês

Olá meninas,

Neste post eu preciso falar de um assunto beeeem delicado com vocês: 
Ansiedade/Angustia da Separação em bebê.

Acredito que a maioria de vocês já sabe do que estou falando, mas outro dia conversando com umas amigas, algumas delas não sabiam do que se tratava... Percebi que não é uma fase tão facilmente identificável, muitas vezes passa despercebida pelas mães, ou melhor, todas percebem algo de errado ou diferente acontecendo com o bebê (em alguns com mais intensidade em outros com menos, claro) mas não se dão conta do que é e o que podem fazer neste período, por isso, resolvi escrever... Até mesmo pq estou passando por isso aqui com o Davi.

Adianto que é uma das fases mais complicadas dos primeiros anos de vida do bebê e esta fase da ansiedade da separação é considerada um marco da vidinha do bebê, tb conhecida como "crise dos 8 meses".

Vou falar um pouquinho do que sei sobre esta fase e contar sobre o que passei e estou passando com o Davi e, desta forma, quem sabe contribuir com alguma ajuda para as mães que provavelmente tb estão atravessando esta fase e talvez não se deram conta do que exatamente está acontecendo com seu bebê e tb as mamães que podem vir a passar por esta fase tão complicadinha.

Faltando uns dez dias para o Davi completar 9 meses ele começou a mudar drasticamente seu comportamento e o sono ficou MUITO alterado... O bom é que eu já sabia do que se tratava, já tinha lido vários artigos a respeito desde antes dele nascer e, acredito, já estava preparada... O que não quer dizer que eu não tenha me sentido extremamente cansada e irritada durantes estas últimas semanas.

Imaginem um bebê que sempre dormiu muito bem, que há meses já dormia a noite todinha, cerca de 10 horas por noite e de repente passar a lutar contra o sono e começar a acordar durante a noite diversas vezes e muitas delas ficar horas e horas acordado, às vezes brincando, às vezes chorando... Mais adiante eu falarei mais dos "sintomas" do Davi, quero começar falando do que é esta tal "Ansiedade ou Angustia da Separação".

Durante muitos meses o bebê não entende que todas as partes do seu corpinho estão interligadas, que as mãozinhas e pezinhos, por exemplo, fazem parte de um todo... Além disso ele é totalmente dependente, especialmente da mãe. 

A partir do 6º mês, em geral por volta do 8º mês (e pode tb dar início no 9º mês) o bebê começa a se dar conta que ele é um serzinho separado da sua mãe (já repararam que nesta época eles começam a ficar olhando para as mãozinhas, levantam os bracinhos e ficam olhando pra eles, pegam as perninhas, etc? Eles estão descobrindo seus membros e seu corpinho, se reconhecendo como indivíduo separado da mãe) e esta descoberta gera angustia e ansiedade no bebê... É justamente a fase em que ele descobre o mundo à sua volta e tb se sente mais "independente", em geral aos 8 meses ele já está engatinhando, ficando em pé, aprendendo a abrir portas e gavetas... Começa a fazer uma série de artes coisas sem ajuda... E ao mesmo tempo em que se sente eufórico com estas descobertas, ele tb se sente ansioso e em desolado com o afastamento da mãe, então ele tende a solicitar MUITO mais a atenção dela, e diga-se de passagem, sabemos que até uma certa idade a mãe é o mundo do bebê, ela é basicamente tudo que ele precisa e representa a sua segurança (já pararam pra pensar nisso?!).

E para conhecimento: Como eu disse, esta fase começa por volta do  6º e 8º mês, são em média de 2 a 4 semanas bem críticas, depois tem um pico por volta dos 18 meses e aí começa a decrescer e pode durar até os 3 anos!

Qdo esta fase dá início o bebê ainda não tem noção de tempo, espaço e distância, então basta a mãe se afastar um tantinho dele e ele se desespera, ele não sabe que ela vai voltar, não sabe que será rápido, que ela só foi fazer um xixi, por exemplo...rs 
Para o bebê qualquer segundo é uma eternidade!

Nesta fase o bebê chora muito mais que o normal, eu sei, mas, acredite, ele não está "chatinho", "grudento" ou "manhoso" (já vi mães se referirem ao filho neste período como "insuportável" e até mesmo "nojento"). Mas vocês sabiam que se optarem por deixar o bebê chorando, desconsolado, vocês podem com esta atitude contribuir para resultar em efeitos adversos PERMANENTES no cérebro da criança?


Ela pode sentir pânico, o que significa um aumento importante e perigoso das substâncias estressantes no seu cérebro, podendo resultar em uma hipersensibilização do seu sistema de medo, o que lhe afetará na sua vida adulta, causando fobias, obsessões ou comportamentos de isolamento temeroso. 

Saibam que a maioria das conexões nervosas no cérebro são feitas na infância e a maneira com que lidamos com as emoções do bebê tem um efeito profundo em como essas conexões se refletirão na capacidade do bebê lidar com suas próprias emoções quando for adulto. Em outras palavras, experiências na primeira infância são as partes mais críticas no desenvolvimento do cérebro da criança. Olha que sério isso, meninas! É pra refletir mesmo...


Li num artigo que esta sensação que o bebê sente é idêntica a uma dor física. O sofrimento que ele sente de abandono qdo perde a mãe do seu campo de visão é capaz de ativar as mesmas zonas do cérebro de quando ele sente uma dor física. Tem noção disso? Então, gente, ele não está fazendo manha!!! E, pensem, não faz sentido nos preocuparmos em aliviar as dores físicas do nosso bebê e não consolar as dores emocionais, como esta angustia da separação... Não é?

Ele não tem outra maneira de se comunicar a não ser chorando, ele está angustiado, muita coisa nova, muita informação, está confuso, se sente livre e fica feliz, mas se sente distante da mãe e quer voltar pros braços dela... E não, não é um retrocesso, pq passada esta fase o salto de desenvolvimento dele será gigante, infelizmente ele tem que passar por este processo e cabe a nós - MÃES amenizar o sofrimento deles.

Nesta fase eles mudam de humor de uma hora pra outra, ficam instáveis... E o sono então, o maior reflexo desta fase pode aparecer justamente no sono ou na alimentação... No caso do Davi sem dúvida o que mais alterou foi o sono, como eu citei lá em cima, um bebê que há meses dormia a noite todinha, de repente começou a acordar  varias vezes à noite, teve noite que ele acordou 7 vezes!!! Além disso, passou a ter uma dificuldade imensa pra pegar no sono, ele que sempre dormiu muito bem, sempre dormiu no peito...  Era cumprir o ritual, colocar pra mamar e pronto.... Começou a ficar agitado, eufórico, choroso e lutar contra o sono (outras vezes queria ficar brincando mesmo - só que eu tinha que estar ao lado)... Só se rendia por volta das 2 da manhã e depois disso acordava quase de hora em hora... E qdo acordava era chorando desesperadamente, inconsolavelmente... Como se estivesse acordando de um pesadelo ou se machucado e não adiantava o papai pegá-lo, aliás, nesta fase nem é bom que seja o pai, tem que ser a gente mesmo, eles estão sentindo a nossa falta e se outra pessoa for atendê-los pode ser pior, o desespero de não ver a mãe pode se intensificar e a fase demorar a passar... Então, por mais exausta que estiverem, força, levantem e vão vocês mesmas acalmar o pequeno....O bebê está precisando da mãe neste momento e ponto.

Aqui foram 3 semanas assim... E muitas vezes à noite qdo eu pegava ele e tentava colocá-lo no peito pra mamar, nem isso ele queria, ele se ajeitava todo no meu colo, mas não mamava... Ele simplesmente queria ficar ali no meu colo, era de cortar o coração... Esperava ele pegar no sono e colocava de volta no berço... Em minutos ele acordava novamente e lá ia eu fazer tudo de novo.... Raras eram as vezes que ele tinha fome e pegava o peito e mamava... Ele queria mesmo ficar comigo, era nítido isso... Muitas madrugadas eu passei embalando ele nos braços, deitando e levantado da cama para ir pegá-lo... Já teve noites de pegarmos o carro em plena madrugada e sairmos com ele pra ver se dormia...Outras tantas eu me rendi e coloquei um colchão no chão do quarto dele e dormi do ladinho dele... Qdo isso acontecia ele dormia SUPER bem, teve um dia que ele só foi dormir às 2:30, acordou às 3:00, às 4:00 e às 5:00 (cada vez que acordava eram no mínimo 15 minutos pra acalmá-lo e ele voltar a "dormir")... Eu já não aguentava mais e neste dia eu coloquei o colchão às 5:30 da manhã e ele dormiu, aliás, nós dormimos direto até 1 hora da tarde!!! Ou seja, alguma dúvida que ele SÓ queria ficar juntinho de mim?!

Eu só tomava o cuidado de não  fazê-lo dormir direto no colchão e já me deitar com ele logo de cara, eu precisava continuar seguindo a risca o nosso ritual do sono, não quis alterar nossa rotina, pq sabia que se tratava de uma fase e logo iria passar... Tb não levava ele pra nossa cama por dois motivos: Segurança - medo dele cair ou do marido bater nele (Dani se mexe muito dormindo, parece que está em cima de um touro mecânico! rs) e outro motivo é pra não estragar a nossa rotininha que é tão certinha, faz muito tempo que ele dorme no quartinho dele, adora o bercinho dele... Como eu disse, eu sabia que era fase.

Gente teve uma noite que ele acordou chorando muito e nada acalmava ele, tentei de tudo, colo, carrinho, peito, Dani veio e pegou ele um pouco tb (mas não aguentou e voltou a dormir)... Ele até parou de chorar, mas nada de querer dormir... Já faziam 2 horas que estava acordada com ele... Até que coloquei ele no berço para ir buscar o colchão no outro quarto, ele, claro, começou a chorar qdo deixei ele um segundo lá no berço... Mas qdo eu entrei no quarto dele com o colchão ele parou de chorar imediatamente, abriu o maior sorriso que já vi dele e deu uma gargalhada que NUNCA vou me esquecer!!!! Enquanto eu colocava o lençol no colchão, arrumava as almofadas e travesseiros ele ficou ali quietinho me olhando, sem se quer resmungar e qdo peguei ele novamente e  coloquei ele deitadinho no colchão ele deu um suspiro de alívio seguido de um sorriso, os olhinhos brilharam!!! Como dizer que ele estava fazendo manha???

Não acredito em manha, acredito em necessidade do bebê que precisa suprida.... Não é pq eu não sei o que o Davi tem ou quer, que vou rotular de "manha", (o que é diferente de birra, ok? Davi está birrento sim, assumo, faz birra qdo é contrariado, qdo falamos não, qdo quer algo que não pode, etc... Mas a meu ver, manhoso ele não é).

Alguém  aí pode até  dizer que ele estava fazendo manha pra ir pro colchão, pra ir pro colo, pra dormir comigo.... Eu respondo que então não era manha mesmo, ele realmente queria alguma coisa, ele queria o colo, queria ficar comigo... entende?

Como eu disse foram 3 semanas bem críticas, cansaço e irritação me definiam, além destas noites difíceis (teria sido mais fácil se me rendesse ao colchão todas as noites, mas não qria q ele acostumasse) os dias tb não foram nada fáceis, ele estava um grude, um carrapatinho, eu não podia sair da frente dele que ele chorava, justo o Davi que sorri e dá gargalhadas o dia todo e nunca chora... Até ia no colo de outras pessoas, mas era só me ver e ficava se jogando, pedindo pra vir comigo, resmungando, se eu chegava perto ele me agarrava a roupa... É assim mesmo que acontece, qdo o bebe se percebe um ser separado da mãe, ele teme que ela desapareça pra sempre qdo se afasta dele pq o bebê ainda não tem capacidade de formar uma imagem mental da mãe, então, qdo não a vê ou não ouve sua voz ele se desespera, e pode entrar em pânico mesmo.

Nestes dias eu não conseguia fazer quase nada em casa, complicado mesmo...  Se eu ficasse em pé perto dele, ele se agarrava nas minhas pernas, se eu ia pra cozinha e ele ficava na sala com meu marido, ele ia atrás de mim e ficava me "chamando"... Muitas vezes ele até se entretia e brincava sozinho, mas ele precisava me ver por perto, era dar um passo e ele percebia... Aliás, não sei porque estou escrevendo tudo no passado, ele continua assim, a única coisa que melhorou foi que de uma semana pra cá ele voltou a dormir melhor à noite, na verdade, faz uma semana que ele voltou a dormir no horário, entre 22:30 e 23:00 e tem dormido a noite toda, mas ontem eis que ele foi dormir só meia noite e meia, acordou chorando às 3:00, coloquei pra mamar e ele não quis, chorou ainda mais, fiquei com ele no colo até 3:45 e só pegou no sono sendo embalado no carrinho por mais 15 minutos e depois  disso foi direto até às 8:30... Vai entender!
Espero que o mais difícil tenha passado... Eu sigo aqui tentando segurar a irritação e o cansaço... Assim como vocês torcendo pra esta fase passar logo, de vez e tudo voltar ao "normal"....

Enquanto isso, deixo aqui algumas dicas do que fazer para amenizar o "problema" e de como lidar com esta fase:


  • Não ignore o choro do bebê, leve a sério os sentimentos dele;
  • Procure ficar a maior parte do tempo possível com o bebê, especialmente se vc trabalha fora... Assim que reencontrá-lo procure dispensar atenção e dedicação exclusiva ao bebê;
  • Não tente evitar que o bebê vá atrás de você pela casa (não o deixe no cercadinho, por ex), carregue-o para onde for, faça as atividades com ele a tira colo ou se já estiver engatinhando, deixe ele lhe seguir pela casa;
  • Converse com ele, narre e vá explicando as atividades que estiver executando;
  • Qdo estiver em outro cômodo, fora do campo de visão do bebê, procure conversar com ele ou cantar em voz alta, para que ele lhe ouça;
  • Qdo precisar deixá-lo use sempre a mesma frase ao se despedir e ao retornar para que ele crie um padrão mental;
  • Antes de deixá-lo com alguém, certifique-se que o bebê já tenha criado um vínculo afetivo com este cuidador;
  • Se precisar deixá-lo com alguém ou na escolinha/creche, nunca saia de "fininho", por mais difícil que seja despeça-se olhos nos olhos;
  • Tente mais proximidade com o bebê na hora de dormir, muitas vezes ele não quer dormir, para não se afastar da mãe;
  • A brincadeira de esconder e aparecer atrás de uma fralda ou almofada é muito válida e é bom que se comece a treinar antes mesmo da fase chegar;
  • Se o bebê acordar à noite, vá você mesma acalmá-lo, pense ele já está assustado pq acordou e não te viu, imagina se outra pessoa for lá pegá-lo?!
  • Não passe o bebê de colo para colo (mesmo qdo já estiver nervosa ou sem paciência), essa transferência física é a mais extrema na mente do bebê, ele fica mais ansioso a sair da segurança dos braços da mãe para os braços de alguém que não seja tão próximo;
  • Importante a presença do pai nesta fase que o bebê está tão focado na mãe, qto mais o pai participar da rotina, maior o vínculo e mais fácil a construção do triangulo familiar;
  • Possibilitar a presença de terceiros no dia-a-dia do bebê para que ele consiga estabelecer relações com pessoas próximas e entenda as "ausências" da mãe, entendea que ela vai, mas volta pra cuidar dele;
  • E, por favor, nem pensem em desmame nesta fase, só o faça se for realmente inevitável;
  • POR FIM, MUITA PACIÊNCIA. 
  • AMOR e CARINHO nem preciso citar aqui, certo?
Se serve de consolo, procurem pensar que é perfeitamente normal - até maravilhoso - que seu filho tenha esse apego com vc e que deseje essa proximidade e sua presença constante. Parabéns! Isso é a evidência de que o laço afetivo que você criou desde o início está seguro.
Meninas sei que o post ficou imenso, mas só agora me dei conta do quão complexo é o assunto... De qualquer forma, não sou nenhuma grande entendedora do assunto, tudo que sei foi lendo, pesquisando e vivenciando na prática aqui com o Davi.


Para quem se interessar e quiser saber um pouco mais, vou deixar abaixo alguns sites confiáveis de onde tirei muitas informações.


Mais uma vez espero ter ajudado! Força pra nós, né meninas? Quem disse que seria fácil???
Só nos disseram que seria compensador e nisso ninguém nos mentiu!

http://guiadobebe.uol.com.br/
http://brasil.babycenter.com/

quarta-feira, 21 de maio de 2014

BC: Como anda o planejamento do 1º aninho? Já decidiu o tema? É contra ou favor de buffet infantil?

Olá meninas,

Antes de começar a BC de hoje, peço desculpas por ter "pulado" a última, foi tudo tão corrido por aqui e acabei me esquecendo mesmo. Desculpa .

Mas só pra responder rapidinho: A Rê do blog Nove Meses Esperando tinha perguntando: "Como você fica quando seu filho adoece?"

Gente, acho que esta blogagem foi meio que unanime, né? Acho que todas nós ficamos despedaçadas, pra dizer o mínimo.... E todas desejamos sofrer no lugar dos pequenos...

A minha resposta é que GRAÇAS A DEUS eu não passei por esta experiência e espero nunca passar, mas sei que algumas coisas são inevitáveis... Agora perto de completar 9 meses o Davi teve seu primeiro resfriadinho, teve tossinha, febre alta, chegou a 39.2... Levamos ele ao PS, fizemos raio x do pulmãozinho e não era nada grave, apenas resfriadinho mesmo, em uma semana ele estava zeradinho... Mas eu me senti destruída só de ver ele todo molinho sem conseguir respirar direito com nariz entupidinho... E se tem uma coisa que me tira do eixo e me desestabiliza totalmente é ver o Davi chorando... Qdo ele tinha cólica eu chorava junto e desejava ardentemente passar por aquela dor no lugar dele! Ai não gosto nem de lembrar!


************************************

A BC desta semana foi escolhida pela Jéssica do Blog Jéssica+Gregory=Guilherme

Jé, a minha resposta para a sua pergunta é a seguinte: Planejamento? Não temos. Tema? Já decidimos. Contra ou a favor Buffet? Totalmente a favor (se tiver $ é a melhor opção a meu ver).

Não vi NADA ainda, faltando apenas 2 meses e meio eu só sei 2 coisas:

1- Terá festinha sim! (não passará em branco não!)
2- Tema: Galinha Pintadinha (eu queria muuuuiiiiito o "Pequeno Príncipe", mas fui convencida pelo marido a fazer da santa galinha, pq o Davi é alucinado por ela e assim ele vai curtir beeeemm mais a festinha dele, vai se sentir mais familiarizado.... Terei todas as outras festinhas pra escolher o meu tema preferido... Assim espero....rsrs)

(não sei mais nada!!!!)

Gente, posso abrir meu coração?

Eu venho aprendendo e crescendo muito desde que o Davi nasceu... Logo eu que SEMPRE gostei de TUDO muito bem organizadinho, planejadinho, sempre tive planilha pra tudo... Sabe àquelas pessoas que tem pasta com divisórias pra tudo em casa? Que guarda todos os documentos e comprovantes de pagamentos separadinhos? Que não atrasa um pagamento? Que adoooora arrumar gavetas e armários? Pessoa que tem o guarda roupa arrumadinho e tudo separado por cor, tudo dobradinho do mesmo tamanho e cabides todos iguais e da mesma cor????  Prazer, eu sou uma dessas pessoas!!!! rsrsrs....

Pq estou dizendo isso??? (a louca, né?!)  Pra exemplificar o modo como gosto das coisas... Gosto de tudo certinho (em tudo na minha vida), sempre gostei de ter o controle de tudo, de fazer tudo com roteiro e cronograma... Estabelecer prioridades...

Mas o Davi e as circunstâncias vem me ensinando um outro modo de levar e ver a vida (mas o guada-roupa continua arrumado...rsrsrs).

O Davi me ensina a cada dia, pq com ele aprendi e aprendo que nem tudo pode ser como eu quero e como eu planejo... Por mais que eu tenha me preparado para a maternidade, qdo me vi  com ele em meus braços percebi que a vida com um bebê era bem diferente e que eu teria que, rapidamente, me adaptar a ele... Tem sido assim em vários aspectos... E sei que vcs me entendem e sabem do que estou falando... A vida muda, não tem jeito, não há outra opção, o bebê chega e com ele uma transformação definitiva em nós e em nossas vidas... Agradeço a Deus a oportunidade de  mudar e melhorar com estas mudanças. 

E as circunstâncias estão me ensinando pq nossa realidade agora é outra.... Ocorre que estamos praticamente zerados de grana, esta é a verdade... Como vocês sabem nossa vida deu uma reviravolta grande nos últimos meses, estamos passando por um momento de transição muito grande... Saímos de Londrina, voltamos pra nossa "terrinha", as coisas por aqui não foram como pensamos que seria... Enfim, estou aprendendo a viver com o imprevisto, o inesperado... Aprendendo a viver sem planejamento, me adequando à outra realidade financeira.

Meu marido é personal trainer, formado em educação física, em Londrina ele tinha uma academia e atuou na área por muitos anos... Recentemente decidimos abrir um estúdio de personal aqui e para isso rapamos todas as nossas economias, incluindo entregar o carro, a moto e ainda contar com uma ajuda do meu sogro.... Graças a Deus não precisamos pegar nenhum empréstimo bancário, mas estamos mega apertados, sem dinheiro pra nada mesmo... Não é fácil abrir um negócio, recomeçar do zero é bem complicado... Mas estamos bem confiantes e unidos, isso que importa...  Já está quase tudo pronto e se DEUS QUISER a inauguração será dia 02/06, ou seja, só teremos din din entrando a partir de julho e agosto, justamente qdo o Davi completará 1 aninho.... 

Confesso que andei bem desanimada com isso, triste mesmo, achando que não daria pra fazer nada, até cheguei a agendar um horário com uma moça de um buffet infantil aqui da cidade e no dia liguei desmarcando, não quis nem ouvir o orçamento...

Mas meu marido me incentivou, me garantiu que vamos dar um jeito, concorda comigo que não dá pra passar em branco. Me animou a começar a fazer os orçamentos...

Aí vocês me perguntam: Mas como vocês vão fazer? Como será? Qual o jeito que darão?

Respondo: Sinceramente? NÃO SEI. Só sei que eu e meu marido concordamos que não vamos deixar passar em branco não e que faremos uma festinha pra ele sim, dentro de nossas condições, claro, mas procuraremos fazer algo bem bonito, simples e bonito. Negociaremos com os fornecedores para começarmos a pagar mais adiante, vamos parcelar o que for possível.... Eu tb estou tentando algumas parcerias através do blog... A Lud do blog A Espera do Meu Bernardo fez recentemente a festinha de 1 aninho do Bê e tb foi com o tema da Galinha, ela contou com muitas parcerias e muito gentilmente ela me indicou as empresas, eu enviei mensagens e e-mails e por enquanto ninguém me respondeu nada ainda... Mas quem sabe eu consiga alguma coisa tb, né? Vamos torcer, qualquer coisa já me ajudará.

Minha família já se prontificou a nos ajudar e ainda esta semana começaremos a correr atrás de tudo.

Na verdade meus sogros tb se ofereceram pra ajudar, mas eu não gostaria que a família dele oferecesse a festinha toda não, porque desta forma eu me sentiria apenas uma convidada da festinha do meu próprio filho, não me sentiria à vontade para escolher nada, tampouco para preparar a lista de convidados... Entendem? (Ainda mais depois de tudo....)

Não é orgulho não, eu juro. Eu não sou uma pessoa orgulhosa, muito pelo contrário, só Deus sabe o que tenho feito e suportado em prol da minha família... Enfim....

É isso, meninas. Espero de todo coração que logo mais eu retorne contando as novidades, mostrando as coisas pra vocês... Oremos.

Agora vou ver se da tempo de ler os posts de vocês tb... Estou tão curiosaaaa tb, adorei o tema da semana, viu?!

beijossssss






quarta-feira, 14 de maio de 2014

9º mês do Davi aqui do lado de fora...

Oi amores,

Estou aqui pensando: E lá se foram nove meses dentro e nove meses fora!!!


Foi tudo tão rápido desde que me descobri grávida, tudo mais rápido ainda desde que ele nasceu! Tantas coisas vividas até aqui...

Só peço que Deus me dê sabedoria para saber como curtir cada fase e cada momento do meu pequeno, que eu sempre saiba o que é prioridade em minha vida, que eu nunca me esqueça que o mais importante da vida é a vida que se leva, que o Davi continue sendo sempre a minha grande razão de viver, a luz que ilumina todos os meus dias e que eu tenha, acima de tudo, muita saúde pra viver assim: com ele e por ele!

****************

Ai ai... Passado este momento "reflexão" vamos aos fatos: Davi continua um bebezuco extremamente risonho e simpático - O bebê de riso mais fácil do mundo!!!




Mas tb preciso dizer: ele está terrível!!!! (eu sempre quis dizer esta frase!!! hahahaaaa....). Sério gente, ele não pára um segundo mais, engatinhar pra ele já é praticamente coisa do passado, o que ele gosta mesmo é de ficar em pé, se apoia em QUALQUER coisa pra ficar de pé... E estando apoiado já dá seus passinhos ainda todo descoordenadinho, sem noção nenhuma, de nada (claro, né...rs), vive se esticando todo nas pontinhas dos pés e tentando pegar tudo que vê pela frente, ou melhor, pelo alto, puxando toalha da mesa, abrindo gavetas e portas, desenrolando rolo de papel higiênico, puxando fios... 

Gente, ta um perigo, tenho que ficar de olho nele 25 horas por dias!!! 




Mas as quedinhas diminuíram quase 100%, ele já sabe exatamente como levantar e como abaixar, já não se joga mais pros lados ou pra trás, qdo quer sentar ele flexiona os joelhinhos e senta... Até qdo pega algum objeto que estava no alto (alto pra ele) ele se abaixa pra colocá-lo no chão e só então ele se senta pra brincar com o tal objeto, que diga se passagem é sempre algo que não pode! rs...

No entanto, a minha sala continua azul... Ainda não tive coragem de tirar as proteções e o tapete de EVA... 


Se bem que agora ele já explora a casa toda, isso qdo esqueço as portas dos quartos e banheiro abertas... Tb já brinca no quintal...rs SEMPRE com supervisão, claro.... Outro dia saiu engatinhando e deu a volta na casa toda, ria feito pinto no lixo, tadinho, parecia que estava descobrindo um mundo novo!!!

Lembro que qdo me descobri grávida de um menino, logo pensei: "Ai meu Deus, será que eu saberei ser mãe de menino? Eu não gosto de bola, tampouco de carrinho, não sei brincar de lutas, detesto estas brincadeiras de mão, de contato físico.... Seria tão mais fácil com uma menina, brincar de boneca, de casinha, de maquiagem, fazer compras, ir ao salão... Mas e com menino, como vai ser, meu Deus? Não me vejo sentada no chão empurrando um carrinho...."

Sim, confesso, eu pensei tudo isso e muito mais, tinha tanto medo de não ter "paciência" com este mundo azul... Vou abrir um parêntese aqui pra dizer o óbvio: (Claro que eu estava feliz com a gravidez e com a notícia de ser um menininho, ok? Só fiquei sem saber o que fazer, insegura mesmo... Um medinho sei lá de quê... Acho que de não ser uma boa "mãe de menino"... rs).

E hoje como me sinto com isso??? Preciso responder?? rs...

Acho que fui uma grande bobona, tudo uma grande bobagem da minha cabeça, hj eu não me vejo de outra forma, senão largada no chão, brincando de carrinho com ele, fazendo barulhos estranhos com a boca, jogando bola, deixando ele brincar de subir em mim e depois passar embaixo das minhas pernas....rs (os medos hj são com relação à criação de um menino, como transmitir valores, como transformá-lo num Homem, como fazê-lo um homem de bem, educado, cavalheiro, porém, sem ser sensível ou delicado demais, como ensinar determinadas coisas, como por exemplo a se defender sem agredir... Enfim, mil coisas... Mas deixemos para um outro post).

E agora já me peguei diversas vezes pensando: "Será que eu saberia ser mãe de menina??!!" Juro! Hj eu acho que com menino é tão mais fácil... rs

Davi está um bebê de nove meses, mas com tanto jeito de molequinho já... Ele brinca como se já fosse um menininho grande mesmo... Empurra carrinho, joga bola, empurra a bola e vai atrás, aliás, gosta mesmo de brincar com duas bolas ao mesmo tempo, fiz até um vídeo de tão engraçado que é (papai morre de orgulho e diz que ele vai ser jogador de futebol! rsrsrs)

video


Tb brinca com um volantinho de carro e faz o movimento certinho e gosta de folhear livrinhos... Cada vez mais ele coloca menos os brinquedos e objetos na boca, até coloca, mas gosta mesmo é de ficar mexendo neles...  Mas ele não é nada delicado, acho que será daqueles moleques que destroem todos os brinquedos, quebra tudo, sabe? Ele tem muita força, joga as coisas, bate um brinquedo no outro sem dó, tem um boneco que ele adora, eu faço uma espécie de fantoche com ele e ele bate muito nesse boneco!!! rs...






Eu amooooo ser mãe de menino, cada dia fica melhor... E nesta fase então, todo dia uma nova descoberta, uma brincadeira nova, até pq ele se entedia MUITO rápido com as coisas, enjoa dos brinquedinhos, estou sempre tentando inventar coisas pra ele... Aliás, sabe aquele cansaço que falei no mês passado que aumenta depois que os bebês começam engatinhar?

Gente, aqui triplicou, tô só o pó da rabiola... Davi não pára um segundo se quer mesmo, e agora são só duas sonequinhas durante o dia, uma logo após o almoço e outra no fim da tarde, por volta das 18:00 depois do banho, e elas duram em média 1 hora cada uma... O que salva um pouco é que ele acorda tarde, sempre por volta das 10:30... Em geral eu aproveito pra dormir e acordo junto com ele tb, pq sei que depois o meu turno será puxado e só acabará por volta das 23:30!!!

Anda tão birrentinho gente, agora ele resolveu ganhar tudo no grito, digo, no choro... É só contrariar o pequeno e lá vem o chorinho, com biquinho e às vezes até seguido de lagriminhas... E eu não aguento vê-lo assim, vivo dando bronquinhas e falando não, mas já fico com o coração partido cada vez que isso acontece...rs 

Lembram que eu contei que estava cada dia mais difícil trocar a fralda dele? Esqueçam, pq agora está é impossível mesmo, missão de guerra pra conseguir... Antes era difícil apenas pq ele não parava quieto, agora além disso ele chora, esperneia... E não é mais só pra fralda não, é pra tirar e colocar roupa tb... Toda vez ele se irrita... E haja criatividade pra fazer ele ficar quietinho neste momento... Em geral preciso de ajuda...rs É como se ele não quisesse perder um minutinho se quer do seu tempo de brincar para trocar fralda... Cortar unha então, sempre foi difícil, mas agora é preciso todo um processo pra conseguir fazê-lo...

A interação dele conosco já é tão grande agora, tão diferente, tão mais gostosa, ele já entende bem qdo falamos com ele... Já falou "mã" e "mãmã", e eu??? Chorei e choro, choro, choro...rs Coisa mais gostosa do mundo todinho!!! Até pq ele praticamente não fala mais nada... Não é sempre que ele fala, "mã"... Que no caso sou EU, hahahaaaa.... Mas qdo fala eu me derreto!


Para não perder o hábito, agora, quero deixar registrado aqui algumas descobertas, acontecimentos e particularidades do meu Davi, do seu 9º mês de vida:


  • Repentindoooooo: Já fala mã e mamã!!!! rs... E qdo acorda já me chama... Ai que eu morro de amor!
  • Está extremamente curioso, nossa muito mais que o normal, TUDO chama a atenção dele, TUDO é novidade, e é mesmo, claro! Tem os olhinhos mais curiosos que eu já vi e qdo este olharzinho curioso vem seguido de uma boquinha aberta, sinal de que ele está adorando o que está vendo!!! Morro de amor!
  • Descobriu o prazer de jogar as coisas no chão e ver a mamãe se abaixar 438 vezes pra pegar!!! Ai minhas costas....
  • Apesar de não gostar mais de trocar fraldas e colocar roupa, continua gostando e deixando limpar o ouvidinho e narizinho numa boa (acho até que ele gosta disso...rs);
  • Segue amaaaannnndo tomar banho, toma 3 por dia... E agora já usamos buchinha pra esfregar ele, às vezes a água da banheira fica marrom!!! Temos sempre que enxaguar no chuveiro, que ele ama qdo a água cai nas costinhas, chega fechar os olhinhos;
  • Como eu disse, já começou a fazer "birrinhas", mas já está começando entender o que é NÃO, que aliás, tem sido MUITO repetido já por aqui... Muitas vezes qdo ele vai mexer em algo que já falamos "não pode" ele olha pra trás antes de mexer, pra se certificar que não estamos vendo....rs (sabe carinha de arteiro??!!!!)
  • Já ensaia algumas sílabas, passa o dia num "converseiro" danado, está emitindo uns sons bem diferentes, mas ainda nada muito compreensível, no máximo "dudu", "quiqui" e muito "caminhãozinho"....
  • Qdo passa algum carro de som ou ele ouve algum barulho alto e diferente do acostumado, como moto acelerando, por exemplo, ele corre me abraçar e neste momento eu me sinto uma heroína, abraço forte e digo que protejo ele... Depois que o barulho passa, ele simplesmente me larga e volta pro que estava fazendo...rs;
  • Teve seu primeiro resfriadinho e chegou a ter 39.2 de febre, mas em menos de uma semana ficou saradinho de novo;
  • Gosta de morder meu ombro (ainda bem que não é o peito) e qdo isso acontece é bronca e "não pode" na certa;
  • Adoooora uma televisão e segue amando os DVD´s da santa Galinha;
  • Além da Galinha, ele adooora o desenho do Kick Butovisck, impressionante, ele até interage com a  tv qdo passa... rs
  • Teve sua primeira ceninha de ciúmes, ao me ver com o priminho João Vitor de 1 mês no colo, ficou agarrando minhas pernas e chorando, pedindo colo... Fiquei com o coração em pedaços... E logo peguei ele, claro.
  • Sabe aquele barulho de caminhãozinho que ele faz? Agora ele gosta de fazer no meu ombro, no meu braço, na minha barriga... Coisa mais linda!
  • Continua belicando meus peitos na hora da mamada, mas bem de leve, chega a ser gostosinho...rs
  • Ah, e agora já está começando a puxar minha blusa qdo quer mamá e abaixa a cabecinha... Amoooo
  • Adoooora brincar de péga péga...  A gente diz que vai pegar ele e ele sai engatinhando a todo vapor, na maior carreira...rs Ele engatinha o mais rápido que consegue, pára e olha pra trás pra ver onde estamos, ameaçamos que vamos alcançá-lo e ele se acaba de rir, abaixa a cabecinha e dá outro carreirão... E não cansa nuuunnnncaaaa de brincar disso, ficamos acabados!!! rs... (preciso fazer um vídeo disso!!! rs)
  • Como eu disse, tudo serve pra ele se apoiar e ficar de pé, mas agora decidiu usar a porta, um perigo, morro de medo da porta fechar, prender os dedinhos, cair e bater a cabeça, a boca... Ai mto tenso!

  • Fizemos uma viagem longa na páscoa, foram quase 9 horas de viagem e ele se comportou muito bem!


  • Aprendeu abrir as portas do meu guarda-roupa;



  • Às vezes tento passar roupa com ele acordado... rs


  • Gosta de ficar batendo as mãozinhas no cadeirão na hora da papinha;


  • Está com 2 dentões em cima, que nasceram bem separadinho (igual ao do papai) e um embaixo, mas já conseguimos ver o segundo de baixo apontando (mês que vem já serão 4 ou mais...rs);


  • Morde tudooooo, olhem só como está o berço dele! (a mãe tão preocupada em oferecer alimentos saudáveis pro bebê e cuidando sempre pra não deixar colocar "caca" na boca... E o bebê comendo a tinta do berço!!!);



  • De novo fomos numa festinha infantil e ele se esbaldou nos brinquedinhos (e eu não vejo a hora de vê-lo curtindo sua própria festinha);
video






  • Já passa tempo brincando sozinho, ficamos só observando e ele lá todo entretido com seus brinquedinhos... 


  • Adora uma bagunça, uma coisa errada... E o papai ajuda mto nessa parte...hahahaaa




  • Primeira vez que deitou numa rede e adorou, até pegou no soninho sendo balançado pelo vovô...


  • Está comendo muito bem, cada dia melhor, gosta de tudo que eu faço, sou toda orgulho...rs;



  • E pela primeira vez teve contato com pedra, grama e terra, deixei ele ficar todo sujinho e engatinhar no ladrilho e, de novo, parecia um pinto no lixo!!! hehehee... (ta, sem críticas, meninas. Sei que demorou...rs);



  • E cadê as fotinhos do bolinho de 9º mêsversário???? Estão aqui!!!! hahahaa








* Consulta de 9 meses:
(preencherei na sexta, depois da consulta)

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Resultado do Concurso de frase!

Oi meus amores,

Hoje o dia foi bem corrido aqui em casa, meu primeiro dia das mães com a cria aqui do lado de fora da barriga... Heheheee... Pensa numa pessoa feliz!!! 
Tb fizemos o bolinho de 9º mêsversário do Davi... Então já viram, o dia foi curto (e marido ainda não tinha lido os comentários)... Só agora eu mesma consegui parar pra ler cada comentário e tb fazer o maridão ler tudinho e, conforme combinado fazer pedir ele escolher dois comentários, ou melhor, duas amigas pra eu enviar uma lembrancinha... E gente, posso falar???

VOCÊS SÃO DEMAIS!!! Nem sei se mereço tanto carinho, vocês foram muito generosas comigo! (fiquei com tanto medinho de ninguém participar...rs)

Se eu fiquei surpresa por ter atingido 100 seguidoras, agora então com cada comentário, cada frase que eu li... Eu fiquei foi passada mesmo com tanto carinho!

Ah, antes de continuar preciso dizer uma coisa MUITO importante no dia de hoje: 

PARABÉNS PRA TODAS NÓS, PARABÉNS PELO NOSSO DIA, PARABÉNS, PARABÉNS, PARABÉNS!!! PARABÉNS PRA NÓS QUE JÁ ESTAMOS COM OS BEBÊS AQUI DO LADO DE FORA E, PARABÉNS PRA VC QUE ESTÁ AÍ COM ELE AINDA DENTRO DO BARRIGA, MAS DESDE JÁ COMEMORANDO, E COM TODO O DIREITO JÁ ADQUIRIDO!!!

E agora vamos ao resultado:

Primeiramente preciso dizer que o meu coração está aqui apertadinho, eu queria tanto poder enviar uma lembrancinha pra cada uma de vocês, ainda bem que não quis me comprometer e pedi ao marido pra escolher, eu não saberia escolher mesmo...rs 
Sinto tanto medo de deixar alguém chateada ou de não ser justa... 

Ai meu Deus pq fui inventar isso? rs...

E vocês não sabem, o marido tb não estava conseguindo escolher, ficou aqui o tempo todo insistindo pra eu fazer um sorteio...rs
Seria melhor mesmo, mas eu não poderia mudar as regras da brincadeira, né? Eu mesma disse que não seria sorteio... E comigo é assim: "Combinado não sai caro".

E as escolhidas pelo maridão foram:


  • A Manoelly ( ela não tem blog e me enviou a frase por e-mail) com a frase:


> Subject: Tbm quero participar da promoção 
> From: manoelly.gondro@alunos.fainsep.edu.br
> Date: Tue, 6 May 2014 20:10:50 -0300
> To: marcela.glima@hotmail.com

> Olá Marcela sou Manoelly e já tentei comentar no blog mas n consegui aí vi o comentário que vc postou lá q recebeu por email e resolvi tentar. 
> Assim como vc sou mãe de primeira viagem, tenho um menino Rodrigo de 4 meses, e amo seu blog! Te acompanho mesmo sem vc saber desde a época em q estava gravida. Vc estava em londrina e eu sou de Maringá! Me identifiquei e vi em vc um porto seguro pra viver essa nova experiência! Na época estava morando em São Paulo com meu marido e sem ninguém da familia por perto. Tudo novo para uma mãe q n sabia q podia caber tanto amor dentro de um coraçãozinho!!

> Bem pq eu leio o blog meu pequeno rei Davi? 
> Pq além de vc demonstrar que é uma mãe dedicada e amorosa, é nele onde busco primeiro por alguma dúvida/dica por qual estou passando e que vc já tenha passado. Minha inspiração e porto seguro! 

> Espero nos falarmos! 
> Grande beijo
> Manoelly e Rodrigo

> Enviado via iPhone

*** Marido achou muito querido da parte dela se esforçar para participar, mesmo não tendo blog e não sendo seguidora oficial... No entanto, se mostrou uma leitora assídua e pq ficou muito feliz por saber do alcance que o blog tem, ficou orgulhoso de saber que eu sou "inspiração e porto seguro" de alguém! (palavras dele, eu juro!)

  • E a Vanessa do blog " "Esperando um Bebezinho" com a frase (terei que colocar o comentário inteiro pra vocês entenderem melhor).


Querida Marcela, já estou com os olhos cheios de lágrimas rs mas vou tentar falar pq eu seio o blog, vamos lá...

No fim de 2012, senti uma vontade tão grande de falar com alguém sobre os milagres de Deus, e de como é importante pôr o joelho no chão e orar, e contar para as pessoas como foi dificil me tornar mãe, pois tudo era considerado impossível pela medicina.
Cheguei no meu trabalho e fui direto para a minha mesa e fiquei lá quietinha, com os meus pensamentos. Meu colega, Elizeu, me perguntou se eu estava me sentindo bem, e eu respondi que estava sentindo uma necessidade muito grande de falar para alguém sobre o meu milagre.
Depois, resolvi que tinha que escrever no blog, talvez alguém iria lê-lo ou não, mas escrevi.
Esse post aqui http://esperandoumbebezinho.blogspot.com.br/2012/12/clamemos-ao-senhor.html

Senti um alívio tão grande no meu coração, um sentimento de dever cumprido... e segui com meus dias. Até que um dia, recebo esse comentário seu:

"Olá Vanessa,

Tudo bem??? Antes de continuar, preciso te pedir: Por favor, não arrasta mais nada, não... Se cuida, mamãe!!!!
Olha, nao sei já comentei alguma coisa aqui no seu cantinho, mas quero que saiba que já li seu blog inteirinho, já chorei muito lendo sua história (que difícil, uma gravidinha chorar, né?!rs)...Sua história é linda, um lindo testemunho, que bom, que vc decidiu compartilhar sua luta e vitória...Qdo eu li o post que escreveu no final do ano "Clamando ao Senhor", nossa chorei do início ao fim! Que belo exemplo, que mulher de fé, que exemplo pra todas nós, pra mim, principalmente. Obrigada!!!
Eu não canso de ver sua fotinho aqui do lado, com 12 semanas, até já mostrei pro meu marido e perguntei pra ele se a minha está igual...hahaaa Sábado eu entro na 12º semana... Tenho aprendido mto com vc... Já fazia mto tempo que eu estava lendo seu blog, acho que desde que descobri a minha gravidez e comecei a "devorar" td qui na net... Desde o primeiro momento eu salvei na mha barra de favoritos e depois que criei meu blog e comecei a entender um pouquinho como as coisas funcionam por aqui (ainda não sei mta coisa não) eu já tratei de te seguir e agora não perco nada!!!

Parabéns mais uma vez, desculpe pelo comentário tão longo, mas virei sua fã, sua admiradora e qria que soubesse que o seu blog me incentivou a escrever tb e está sendo ótima terapia...rs

Beijo grande e fique com Deus.

Ah, o nome Júlio César é lindo!!!"

Chorei amiga, chorei por que naquele instante, senti no meu coração que aquele meu post era pra vc, era vc que precisava daquelas palavras, era pra você que Deus me mandava escrever aquelas linhas, me emociono até hoje, só de lembrar do dia que vc me encontrou.
Com o tempo, fui conhecendo a sua história, de mulher guerreira e abençoada, que assim como eu (com 2 ovários policísticos, problemas no útero vc com o útero rettrovertido e eu com 2 úteros) entre outras coisas. Recebeu de Deus o Dom de ser Mãe, mesmo com o histórico médico falando o contrário.

Má, seguir você o nosso Rei Davi, é como olhar o desenvolvimento do meu JC, pq toda vez que vejo as fotos do Davi, penso em como ele é abençoado por Deus, assim como o meu JC também é.
Nossos filhos são as provas de que Deus é o medico dos médicos e que milagre existem, e que tudo depende da nossa fé.
Fé que em mim, cresce todo dia mais e mais. Sei que como mães ainda temos muito pela frente, e sei que juntas você, eu e nossas queridas amigas blogueiras aprenderemos juntas, errando e acertando.
Gostaria de continuar escrevendo, mas a emoção está tomando conta de mim rs,

Vou encerrando por aqui, com os olhos chorosos, mas deixo para o Davi, um beijo e um abraço dessa titia virtual que tanto o ama.
Com amor, Vanessa Jéssica e Júlio César

*** Marido se emocionou com este comentário da Vanessa, cheguei na cozinha onde ele escolheu pra ficar quietinho lendo os comentários e encontrei ele com os olhos cheios de lágrimas... Perguntei o que era e ele me respondeu:


- " É que eu fico pensando nessas moças que são tentantes..." (já contei que marido é um manteiga derretida?!)

E eu sem entender nada, perguntei, mas do que exatamente está falando, algum comentário em especial?
-"Não, mas escolhi este aqui, pq graças a ela vc começou a escrever e eu queria agradecê-la por isso..." (ooownnnnn!!!!)


Meninas, pro favor, me enviem vossos endereços por e-mail: marcela.glima@hotmail.com
  • E, Bárbara, minha 100º seguidora, não me esqueci de você não...rs Me envie seu endereço tb, por favor.

E uma ótima notícia: Lembram que eu falei que seria tudo por minha conta? 
Mas como algumas de vocês já devem saber, a situação $ aqui não anda nada fácil, então tive a ideia de comentar sobre a comemoração do blog com uma pessoa muito querida, que faz trabalhos liiiinnnndosssss.... E ela de imediato se propôs a oferecer os mimos... Gente, cada coisa linda.... Rs... Mas contarei tudo num próximo post...AGUARDEM. Mas adianto que vocês vão adorar os presentinhos! :)

E mais uma vez, O.B.R.I.G.A.D.A á todas as minhas seguidoras e leitoras e, principalmente, a todas que participaram! AMO VOCÊS!